Racional

Centro de Pesq. Global GE

Com o objetivo de desenvolver tecnologia de ponta, a Racional ergueu na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, a primeira unidade da América Latina do Centro de Pesquisas Global da GE.

Metade da área de 24 mil metros quadrados do novo centro é ocupada pelos laboratórios para desenvolvimento de tecnologias avançadas voltadas para as áreas de petróleo e gás, energias, aviação, transporte ferroviário e saúde.

  • Ficha técnica

    Cidade: Rio de Janeiro – RJ
    Área construída: 24.642 m²
    Prazo de execução: 22 meses
    Ano de conclusão: 2014
    Cliente: GE – General Electric

  • Modalidade de contratação

    CM@Risk

  • Certificações

    O Projeto busca a certificação LEED Gold.

    Inicialmente, o projeto previu a necessidade de remoção de aproximadamente 563 árvores. Como medida compensatória, foram plantadas mais de 10 mil mudas. Também foram identificadas as espécies que poderiam permanecer no local e as que precisariam ser realocadas e replantadas. O resgate de animais silvestres foi realizado antes do trabalho de supressão de vegetação.

    O material triturado foi enviado para uma fazenda, servindo como matéria-prima para compostagem. Além disso, foram utilizadas estratégias para a prevenção da perda do solo, controle de erosão e sedimentação dos cursos de água durante a construção.

    Desde o início o projeto visou à economia e à reutilização de água e energia.

    Na fachada do prédio, um sistema de alto desempenho com dupla camada de vidro permite o aproveitamento de 40% da luz natural com a entrada de apenas 25% do calor. Além disso, revestimentos claros nas fachadas e um telhado verde foram adotados para reduzir os efeitos de ilha de calor pelo reflexo dos raios solares, reduzindo o consumo de energia com iluminação e ar condicionado.

    Todos esses sistemas são automaticamente monitorados, identificando erros e desvios de consumo e corrigindo qualquer problema rapidamente.

  • Diferenciais do Projeto

    A fachada da edificação apresenta um complexo desenho arquitetônico com planos de elevada curvatura e construída basicamente com vidros losangulares e alumínio. Requereu elevado detalhamento de projetos, controle de qualidade de fabricação dos materiais e acompanhamento rigoroso da montagem.

    Dentre os diferenciais construtivos deste projeto estão as soluções de fundações, necessárias devido à heterogeneidade do solo que apresentava solo residual, solo de alteração de rocha, aterro de baixa resistência, aterro de resto de obras. Estas condições exigiram um mix de soluções de fundação direta e profundas.

    Um exemplo são as “piscinas” para testes de tubulações e outros equipamentos submarinos, que foram estaqueadas em seu contorno tanto para resistência da estrutura como para melhoria das condições de contenção do solo. Entretanto, para permitir a aplicação da impermeabilização do tipo preprufe antes da concretagem, as estacas foram estroncadas de um lado a outro, permitindo escavação total e concretagem da estrutura de baixo para cima.



Projetos relacionados

  • Projeto Sirius

  • Centro de Pesq. Global GE